Barra Urgente

Barra Urgente


Bahia recebe novo pacote de 400 mil vacinas contra H1N1

Sábado | 30.04.2016 | 12h03
Autor: Tribuna da Bahia


(Foto: Reprodução)

Muita precavida com a saúde, como foi a vida inteira, a professora aposentada Lígia Lírio não pensou duas vezes na hora de decidir por vacinar-se contra a gripe Influenza, na manhã dessa sexta-feira (29/4), no 5° Centro de Saúde Clementino Fraga, na Avenida Centenário. Afinal, acompanhando as notícias sobre o surto do vírus H1N1 que provoca a doença, ela percebeu a necessidade de se imunizar e evitar maiores complicações em sua saúde.  “Assim que acompanhei as notícias mais recentes ontem sobre a nova remessa, acordei cedo hoje para me precaver. Acho importante não só pra idoso, mas para qualquer pessoa”, explicou dona Lígia, que afirma ter sido atendida sem muita espera, apesar da grande procura no posto.  E assim, como ela, um grande número de pessoas amanheceu na porta dos postos da capital procurando imunizar-se o mais rápido contra a gripe. Na tarde de ontem, a Bahia recebeu mais 400 mil doses da vacina que já começou a ser distribuída em Salvador, região metropolitana, e para o interior do estado. A capital recebeu um estoque de 80 mil doses, que já começou a ser distribuído gradativamente por pelas 136 salas de vacinação do município. 

 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Salvador é a terceira capital com maior cobertura da vacina contra a Influenza, ficando atrás apenas de São Paulo e Macapá. A estratégia de vacinação, que teve início no último dia 18, já imunizou 287 mil pessoas – o que corresponde a 47% do público alvo residente na cidade.   Apesar do envio da nova remessa, a SMS afirma que o quantitativo ainda é insuficiente para garantir a realização do Dia D que estava programado para acontecer neste sábado, quando seriam disponibilizados 400 pontos de imunização. Além da capital, não participarão do Dia “D” nacional os municípios baianos de: Madre de Deus, Camaçari, Simões Filho, Candeias, Lauro de Freitas, Dias D’Ávila, Feira de Santana, Alagoinhas, Vitória da Conquista, Jequié, Guanambi, Brumado, Barreiras, Bom Jesus da Lapa, Luís Eduardo Magalhães, Juazeiro, Paulo Afonso, Itabuna, Ilhéus e Teixeira de Freitas.  Segundo a chefe do setor de Imunização, Doiane Lemos, o quantitativo não deixa o município em situação confortável para a mobilização, de forma que, a ação já foi cancelada. “Tomamos essa decisão a fim de priorizar a oferta durante nossa rotina nas unidades básicas”, explicou Doiane Lemos. Segundo a chefe do setor de imunização a procura pela vacina é histórica e o Ministério da Saúde não tem feito a reposição das doses com o mesmo ritmo. “Desde 2013 a campanha tem mantido uma média de alcance entre 13% e 15% do público-alvo no sexto dia de mobilização”, explicou.   A campanha de vacinação contra gripe segue até o dia 30 de maio na capital baiana com a meta de proteger pelo menos 80% das 615 mil pessoas que integram o público alvo formado por idosos (a partir de 60 anos), crianças (de 6 meses a menores de 5 anos), gestantes, puérperas (mulheres que ganharam bebê nos últimos 45 dias), trabalhadores de saúde, portadores de doenças crônicas e população privada de liberdade que residem em Salvador. Enquanto a situação da capital começou a ser normalizada na última sexta-feira (29/4), as cidades no interior do estado aguardam a chegada da remessa, que, segundo a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), deve acontecer na próxima segunda-feira (2/5). O último boletim epidemiológico da Sesab, divulgado no último dia 21 apontava que a Bahia com 215 casos notificados da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 25 mortes provocadas pelo contágio do vírus Influenza.

 

Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.