Barra Urgente

Barra Urgente


Cidades baianas oferecem 4 mil vagas no Sisutec; veja lista

Terça | 30.06.2015 | 19h09


(Foto: Reprodução)

Apesar de não ser um ano promissor para empregos, pelo menos dez áreas ainda têm demanda de profissionais técnicos: segurança do trabalho, logística, química, mecânica, eletromecânica, meio ambiente, agroindústria, saúde e eletrotécnica. Para ingressar em uma dessas áreas é preciso se qualificar, dizem os especialistas da área de recursos humanos. Uma das portas de entrada são os cursos do Pronatec, que abriram inscrição ontem, pelo Sistema de Seleção da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) na Bahia. São 4.016 vagas oferecidas na Bahia.As inscrições, que começaram ontem, vão até as 23h59 de sexta-feira, no site:sisutec.mec.gov.br. O resultado sai no dia 7. Este ano, o Sisutec tem 83.641 vagas em todo o país. Na Bahia, são 4.016 oportunidades em 22 cursos.
 

Oportunidades
O curso de Segurança do Trabalho é o que tem maior número de vagas no estado: 580. Ele permite que o profissional formado trabalhe em diversas áreas, como explica a diretora-geral do Colégio Se7e, Pollyanna Brasil. “O profissional pode atuar em fábrica de alimentos, construção civil, grandes empresas estatais, mineradoras. E também pode ser na área rural ou empresas agroindustriais”, elenca. O curso tem duração de 18 meses e o profissional tem remuneração média inicial de R$ 1.900. Durante o curso, o estudante já pode ser inserido no mercado de trabalho a partir do segundo bloco da capacitação, por meio de um estágio, com remuneração média de R$ 600. Outro curso com alto número de vagas é o de Técnico em Logística. No Brasil, o maior número de vagas está nesta área – são 13.316 –, enquanto na Bahia a oferta só perde para o setor de segurança do trabalho. São 560 vagas – 120 delas só em Salvador – no curso que tem salário inicial de R$ 2 mil. De acordo com o diretor da Associação Brasileira de Recursos Humanos - Seção Bahia (ABRH-BA), Tadeu Ferreet, alguns cargos merecem destaque: técnico de segurança do trabalho, logística, química, mecânica e eletromecânica. Segundo ele, com as novas tecnologias e as tendências de mercado, as empresas estão em busca também de profissionais da área de meio ambiente, agropecuária, cuidados de idosos, agroindústria e eletrotécnica. Para essas áreas, a média salarial inicial é de R$ 2 mil. Alguns especialistas destacam que o momento de crise pode ser desfavorável para uma contratação imediata. Mas é preciso ter paciência. É o caso de Gilmara Amaral, 33, que se formou em abril em segurança do trabalho, e aguarda uma colocação no mercado de trabalho. “Trabalhava como vendedora da área hospitalar, há muitos anos. Eu acho um curso interessante, me identifiquei e agora espero para começar a atuar”, conta.

Inscrições
Para entrar na disputa, o candidato precisa, primeiro, ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2014 e não pode ter tirado zero na redação. Se encaixando nessas exigências, basta entrar no site do programa  e se cadastrar usando o número de inscrição no Enem 2014. No sistema, o candidato deve indicar o local de oferta, o curso e o turno de cada uma das opções – até duas –, além de apontar a modalidade de concorrência.Segundo o Ministério da Educação (MEC), “as vagas para os cursos serão ocupadas, prioritariamente, por estudantes que tenham cursado o ensino médio completo em escolas da rede pública ou, em instituições particulares, na condição de bolsistas integrais”. O resultado sai no dia 7 de julho e os cursos têm início previsto entre 3 e 31 de agosto.

Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a enviar.