Barra Urgente

Barra Urgente


Resultado da busca pela categoria "tecnologia"

Justiça condena homem por difamar ex-namorada em grupos de Whatsapp

Domingo | 10.12.2017 | 19h00


Um homem foi condenado a prestar serviços comunitários e ao pagamento de indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil por difamar a ex-namorada em grupos de WhatsApp. A decisão é do juiz Nelson Rodrigues da Silva, de Araguaçu, no Tocantins. De acordo com os autos, o homem divulgou diversas mensagens em grupos de WhatsApp da cidade nas quais chamava a vítima de "vagabunda", "prostituta", dentre outros xingamentos. O réu também enviou vários "prints" de conversas entre ele e a ex-namorada, expondo a vítima. Segundo a vítima, ela foi acusada pelo ex de desviar medicamentos de uma farmácia municipal para beneficiar conhecidos, e a repercussão das mensagens foi tão grande que o réu e a vítima perderam seus empregos. Ainda de acordo com os autos, a vítima já havia obtido na Justiça medidas protetivas contra o ex-namorado, em razão de ameaças feitas a ela e a alguns de seus familiares. O juiz ainda determinou que, pelos crimes de calúnia, injúria e difamação, o réu deveria ser sentenciado a um ano e nove meses de detenção, além do pagamento de 555 dias-multa no valor de 1/30 do salário mínimo à requerente. A prisão foi convertida em prestação de serviços comunitários.

Em um mês, Anatel registra bloqueio de de 9,1 milhões de celulares por roubo, furto ou perda

Sábado | 09.12.2017 | 10h00


Mais de 9 milhões de celulares foram bloqueados em todo o país no mês de novembro. Os números constam no Cadastro Nacional de Estações Móveis Impedidas (Cemi) e foram divulgados nesta sexta-feira (8) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). No total, o Cemi registrou 9.123.567 celulares bloqueados em novembro. De acordo com a agência, os dados mostram que houve um aumento 1,33% na comparação com outubro, com 119.421 a mais aparelhos bloqueados. Segundo a Agência Brasil, os dados do Cemi mostram que, nos últimos 12 meses, mais de 1,5 milhão de celulares foram bloqueados em decorrência de roubo, furto ou perda, na comparação com novembro de 2016. Os bloqueios são decorrentes de solicitação direta dos usuários às empresas telefônicas ou pelo registro de Boletim de Ocorrência nas polícias dos estados e do Distrito Federal.

Técnicos conseguem invadir urna eletrônica durante teste

Domingo | 03.12.2017 | 09h00


Especialistas em informática participaram nesta sexta-feira (01/12) de teste público de segurança das urnas eletrônicas a serem usadas na eleição de 2018 e conseguiram decifrar arquivos internos do equipamento. Segundo o coordenador de sistemas eleitorais do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), José de Melo Cruz, é “possível” que os técnicos tenham conseguido identificar como foi o último voto registrado numa urna. A informação foi passada pela manhã, quando os testes ainda estavam sendo feitos. Os resultados só devem ser divulgados no dia 12 de dezembro. “Eles não tiveram acesso a dados do eleitor, tiveram acesso ao ‘log’, que é aquele sistema que vai monitorando a urna e escrevendo tudo que acontece na urna eletrônica, como a caixa preta de um avião, que vai registrando todos os dados do voo. E conseguiram acesso ao RDV, que é o registro digital do voto, mas não de alterar o RDV, mas sim de observá-lo”, disse José de Melo Cruz. “Eles conseguiram essa penetração, mas não tiveram acesso à ordem de votação e todos os votos dados naquela urna. Não conseguiram identificar os votos de todos os presentes. É possível do último voto”, completou depois, quando questionado por jornalistas. Testes similares já foram feitos em anos anteriores. Em 2016, o TSE testou as urnas antes das eleições municipais.

Brasil registra queda de quase 1,14 milhão de linhas fixas de telefone

Domingo | 26.11.2017 | 17h00


A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) informou hoje (24) que o Brasil registrou 41.106.021 linhas fixas de telefone em setembro de 2017, o que corresponde a uma redução de 1.135.158 (-2,69%) quando comparado com o mesmo mês do ano passado. Enquanto as linhas das concessionárias da telefonia fixa apresentaram queda de 1.056.716 linhas (-4,23%), as empresas autorizadas perderam 78.442 acessos (-0,46%) no período. Entre as autorizadas, a TIM, com a entrada de 199.651 novas linhas, apresentou o maior crescimento nos últimos 12 meses, de 38,57%, seguida da Algar Telecom, com mais 70.283 novas linhas (28,55%), e da Oi, com 15.279 novos acessos (9,68%), conforme dados da Anatel. As concessionárias que apresentaram crescimento no período foram Algar Telecom, com 21.035 novas linhas (2,87%), e a Claro, com a adição de 177 novos números (10,79%). As demais registraram redução.

Anatel inicia em maio bloqueio de celulares piratas

Domingo | 26.11.2017 | 15h00


Foto: Reprodução / Tecmundo

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) dará início ao bloqueio de celulares piratas no Brasil a partir de maio de 2018. As notificações começarão em 22 de fevereiro. Na primeira etapa, a medida atingirá os aparelhos irregulares em operação no Distrito Federal e em Goiás. As demais regiões do país sentirão o impacto da ação em duas fases, programadas para 8 de dezembro de 2018 e 24 de março de 2019. Os celulares piratas são aqueles que não foram certificados pela Anatel ou que têm o International Mobile Equipment Indentity, o IMEI, número de identificação do aparelho, clonado, adulterado ou fraudado de alguma maneira. Segundo o G1, também poderão ser bloqueados tablets e máquinas de cartão de créditos que usam chip e acessam a rede de dados das operadoras. Por outro lado, nem todos os equipamentos irregulares serão bloqueados pela agência. A regra prevê um período em que usuários desses aparelhos comecem a ser notificados da medida. Os que entrarem na rede das operadoras antes de começarem as notificações não sofrerão bloqueio. Apesar da decisão, a Anatel não informou quantos aparelhos irregulares estão em operação no país, mas as operadoras avaliam que cerca de um milhão de novos aparelhos considerados piratas entram nas redes das prestadoras mensalmente. Segundo cronograma da Anatel, Acre, Rondônia, São Paulo, Tocantins, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul terão início dos bloqueios em 8 de dezembro de 2018, com notificações previstas para 23 de setembro. Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e os estados das regiões Norte e Nordeste têm bloqueio previsto para 24 de março de 2019, com notificações a partir de 7 de janeiro de 2019.

Número de linhas de celular cai 3,97% em setembro sobre um ano antes

Domingo | 05.11.2017 | 17h00
Autor: G1


O país teve redução de 3,97% nas linhas móveis em operação em setembro ante o mesmo período de 2016, para 241 milhões, afirmou nesta sexta-feira (3) a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Na comparação com agosto, o setor mostrou retração de 0,46%, o que representa 1,1 milhão de linhas a menos. Nos últimos 12 meses, houve redução de 9,96 milhões de linhas. Entre agosto e setembro, as linhas móveis pós-pagas cresceram 1,24%, enquanto as pré-pagas caíram 1,35%. Em um ano, o pós-pago registrou alta de 10,64%, enquanto o pré-pago teve declínio de 10,38%. Segundo a Anatel, todos os estados apresentaram queda no número absoluto de linhas móveis na comparação anual, principalmente na Bahia e no Rio de Janeiro.

MP recomenda que operadoras de celular cumpram metas de qualidade em Livramento de Nossa Senhora

Quarta | 01.11.2017 | 08h30
Autor: Ascom - MP


O Ministério Público estadual recomendou aos representantes das operadoras Claro, Oi, Tim e Vivo que, em dez dias, prestem informações sobre o cumprimento das metas de qualidade dos serviços de voz e dados oferecidos aos usuários no município de Livramento de Nossa Senhora. Segundo o promotor de Justiça Millen Castro, autor da recomendação, as operadoras devem comunicar as medidas já adotadas neste ano e as previstas para serem implementadas quanto à melhoria dos serviços prestados na cidade. O MP recomendou ainda ao representante da Vivo que, no mesmo prazo, esclareça à população o que causou, em outubro deste ano, as constantes quedas em seu sinal e adote providências urgentes para regularizar os serviços de voz e dados prestados aos usuários locais, bem como proponha medidas compensatórias para os clientes prejudicados. “Durante o mês de outubro, a Vivo apresentou constantes falhas em seu sinal na cidade, deixando milhares de clientes sem efetuar e atender ligações e sem usar dados móveis”, destacou Millen Castro. Ele recomendou ainda à população que, para aferição da satisfação dos usuários, participe da pesquisa realizada pelo MP, entregando formulário na Promotoria de Justiça ou remetendo pelo email livramento@mpba.mp.br, relatando eventuais falhas nos serviços das operadoras de celular.

WhatsApp libera recurso que apaga mensagens enviadas – inclusive para quem as recebeu

Sábado | 28.10.2017 | 10h00
Autor: G1


O WhatsApp começou a liberar um recurso que apaga mensagens enviadas inclusive para quem as recebeu. A novidade funciona tanto em conversas individuais como em grupo, mas só é possível excluir mensagens em até 7 minutos após seu envio. A função é um pedido antigo dos usuários do WhatsApp, mas ainda não está disponível para todos. Até então, só era possível apagar mensagens da sua própria janela de bate-papo. Ou seja, os outros membros de uma conversa continuavam vendo-as. De acordo com o WhatsApp, o recurso de apagar mensagens para todos é especialmente útil quando uma mensagem é enviada por engano, em uma conversa errada ou caso ela tenha causado algum tipo de arrependimento. A empresa diz que, quando uma mensagem é excluída de uma conversa, os outros contatos vão ver a frase "Esta mensagem foi apagada" no lugar. Da mesma forma, se a frase aparecer em alguma conversa sua, isso significa que o remetente decidiu removê-la. Para usar o recurso, é preciso tocar em cima da mensagem, selecionar a função "Apagar" e, depois, em "Apagar para todos". Para que a novidade funcione efetivamente e as mensagens sejam apagadas para todos os membros de uma conversa, é obrigatório que remetente e destinatários tenham a versão mais atualizada do WhatsApp para Android, iPhone ou Windows Phone. O WhatsApp não informou quando a função estará disponível para todos os usuários. Também não há informações sobre o funcionamento do recurso no WhatsApp Web, versão do aplicativo para navegadores de computadores desktop.

Brumado: Policia Militar lança canal de comunicação com a comunidade ‘Zap Denúncia’

Quinta | 19.10.2017 | 12h00
Autor: Brumado Urgente


A 34ª CIPM de Brumado lançou um canal de comunicação direta com a população: o ‘Zap Denúncia”, que tem como objetivo facilitar a divulgação de crimes, agilizar denúncias e etc. A novidade foi lançada pelo Major Souza Dias, Comandante da 34ª CIPM. é importante salientar que esse canal não irá substituir o 190, apenas será mais uma ferramenta que o cidadão poderá utilizar para colaborar com serviço de Inteligência e Planejamento Operacional da Unidade. Através do número (77)99981-4640, poderão ser encaminhadas denúncias, vídeos, fotos e quaisquer suspeitas de delitos. Colabore, denuncie. A identidade do denunciante será preservada sempre.

Barra da Estiva: apenas 10% dos eleitores fizeram o cadastro da biometria

Terça | 10.10.2017 | 08h00
Autor: Barra Urgente


Foto: Divulgação

A quase um ano das próximas eleições, Barra da Estiva conta hoje com pouco mais de 18 mil eleitores cadastrados, desses, apenas 1820 fizeram o cadastro da biometria. A biometria é uma forma de evitar fraudes, que mais de um título possa pertencer a uma pessoa e a certeza de que o voto é dado pelo respectivo portador da digital cadastrada. Estima-se que até 2012 as eleições serão completamente realizadas por meio da biometria. Até 2018 serão 2800 cidades no país inteiro em todos os estados federativos. Quem não fizer o cadastro biométrico terá o seu título cancelado e perderá vários direitos estabelecidos na legislação, o prazo para esse cadastro é até o dia 31/01/2018.

Vendas de linhas de celular caem nos últimos 12 meses

Quarta | 04.10.2017 | 15h00
Autor: Agência Brasil


Nos últimos doze meses, o número de chips de telefonia móvel no Brasil teve redução de 9,9 milhões, uma queda de 3,9%. Quando tomado somente o mês setembro, foram adquiridas 155 mil novas linhas, uma oscilação de 0,06% em relação a agosto. No total, há mais de 242 milhões de linhas móveis em funcionamento no país. Na avaliação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), essa queda pode ser explicada pela redução da prática de uso múltiplo de chips.  O número total de linhas em funcionamento ultrapassa a população brasileira, na casa de 208 milhões, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Essa diferença se dá pelo fato de muitos brasileiros contratarem planos de diversas operadoras como forma de aproveitar vantagens das ligações para aparelhos da mesma empresa. Segundo a Anatel, a decisão de reduzir o preço cobrado por uma operadora para usar a rede da outra (taxa chamada de tarifa de internconexão móvel) teria diminuído as vantagens internas das operadoras e atuado como um fator de desestímulo à cultura do uso de múltiplos chips. Os valores anteriores geravam custos excessivos, que acabavam repassados ao consumidor e levavam as pessoas a essa cultura para evitar altos gastos com o serviço. A diminuição das tarifas de interconexão também se refletiu nos tipos de contrato firmados por usuários. Nos últimos 12 meses, as linhas pré-pagas tiveram redução de 7,8 milhões de unidades, o que corresponde a -10%. Já os pacotes pós-pagos subiram 10,27%, totalizando 17,7 milhões de novas linhas. Apesar dessa variação, a telefonia pré-paga ainda é muito superior no país, com 158,4 milhões de acessos, contra 83,6 milhões do serviço pós-pago.

TSE mantém multa ao Facebook por demora em remover perfil da rede social

Sábado | 30.09.2017 | 16h01


(Foto: Reprodução)

O Facebook terá que pagar R$ 600 mil de multa pela demora em remover o perfil de um usuário anônimo que satirizava o então candidato a prefeito de Joinville Udo Döhler (PMDB) durante as eleições de 2016. Segundo a PGE (Procuradoria-Geral Eleitoral), o valor da multa foi estabelecido conforme o porte econômico da empresa. O processo ocorre desde setembro de 2016  Na época, determinou-se que o Facebook deveria retirar a página "Udo Caduco" do ar. Caso a empresa descumprisse a sentença, ela teria que pagar R$ 30 mil por dia e a rede social deixaria de funcionar por 24h em todo o Brasil.

Inspirado no 'bunker de Geddel', game requer que jogador resgate R$ 51 milhões

Sexta | 29.09.2017 | 20h04


Ricardo Schmid, Victor Hugo e Daniel Castro desenvolveram o jogo (Foto: Montagem/G1)

Após a apreensão de R$ 51 milhões em um apartamento na Graça, atribuídos ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, resultou na criação de um aplicativo que faz menção ao caso. O game, “Recupere o dinheiro de Gededel”, que está disponível para usuários do sistema Android, foi desenvolvido pelo bacharel em sistema de informação, Ricardo Schmid de Albuquerque, de 27 anos; em parceria com o design Victor Hugo Castro e o arranjador da trilha sonora, Daniel Castro Barbosa, ambos de 26 anos. O jogo tem a seguinte narrativa: um amigo liga para o personagem, Gededel, em um apartamento em Salvador e avisa que a polícia descobriu o dinheiro guardado no imóvel. 

CNH digital fora da Google Play coloca smartphones em risco; veja como evitar

Quinta | 31.08.2017 | 15h07


(Foto: Reprodução)

O Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) recorreu a um método perigoso para oferecer aos usuários a versão beta da CNH digital para smartphones Android. Para baixa-lo, os interessados têm de optar por uma opção que abre as portas do sistema operacional para arquivos maliciosos. A Carteira Nacional de Habilitação eletrônica (CNH-e) será implantada aos poucos pelos Detrans nos próximos meses – o primeiro estado a receber é o de Goiás, em setembro. Chegará a outros estados a partir de fevereiro de 2018. A versão que foi liberada é uma demonstração e mostra só uma CNH-modelo. Ou seja, dá uma ideia de como o sistema vai funcionar. O motorista não consegue "baixar" a CNH nele. Apesar de ser oferecido para Android, esse app de testes não pode ser encontrado na Google Play. Para instalá-lo, o usuário tem de baixar um arquivo APK - esse formato é uma forma de compactar conteúdo executável apenas no Android. Mas como esse download não é feito diretamente da loja oficial do Google, o usuário tem de configurar seu sistema para não rejeitar o aplicativo. É aí que pode morar o perigo. Ele tem de autorizar que o Android baixe aplicativos de “fontes desconhecidas”.

Atualização do WhatsApp permite ouvir áudio sem abrir app

Domingo | 27.08.2017 | 16h01
Autor: LeiaMais.Ba


Foto: Ilustração

Os usuários do WhatsApp terão uma novidade nos próximos dias, porém, somente os que possuem aparelhos com sistema operacional Android receberão a atualização em breve. A novidade consiste na possibilidade de ouvir áudios sem precisar abrir o aplicativo, diretamente através da notificação na tela do celular. Além disso, o usuário poderá ainda pausar o áudio na notificação. Apesar da boa notícia, a mudança só ficará disponível nos próximos dias, quando a empresa disponibilizar sua nova atualização, conforme o blog WABetaInfo. No WhatsApp, já é possível também responder as mensagens diretamente das notificações e da visualização das mensagens prévias. Esse recurso facilitado já é possível ser visto no Spotify, em que o usuário poderá pausar, dar play, pular e voltar as músicas através dessa espécie de atalho.

E-mail de cobrança do IPTU instala ladrão de senhas bancárias

Sábado | 22.07.2017 | 09h05


(Foto: Palo Alto Networks)

A empresa de segurança Palo Alto Networks publicou um alerta sobre um golpe que mira os internautas brasileiros com uma mensagem de e-mail falsa trazendo uma cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). A fraude já circula há algum tempo, mas ela é notável pela maneira que se instala e é executada no computador, se "disfarçando" de um conhecido programa de segurança usado pelos bancos para monitorar a atividade do computador e roubar senhas. O golpe começa com a mensagem de e-mail. Caso a vítima clique, é oferecido um download de um pequeno arquivo ZIP contendo um atalho. Esse atalho tira proveito de um comando interno do Windows para baixar e executar o instalador do vírus. O instalador por sua vez baixa uma versão antiga de um programa de segurança usado por bancos brasileiros. O objetivo disso é fazer com que o programa de segurança sirva de intermediário para carregar o vírus. Isso é possível porque o programa tenta carregar um arquivo específico localizado na mesma pasta em que ele se encontra. Logo, o vírus pode colocar o programa de segurança e seu próprio código na mesma pasta (em formato "DLL"), garantindo que o programa de segurança carregará o vírus quando ele for iniciado (veja, na imagem, o programa de segurança legítimo e a DLL do vírus na mesma pasta). Essa tática faz com que o vírus fique na memória com o nome do programa de segurança. Assim, vai ser mais difícil identificar que há algo de errado usando programas como o Gerenciador de Tarefas do Windows, que enxergam apenas o nome do programa principal e não os componentes carregados. "Os usuários localizados no Brasil ou pessoas que usam serviços bancários on-line brasileiros devem estar cientes dessa ameaça e tomar as precauções necessárias, como não clicar em links em e-mails suspeitos", recomendou Palo Alto Networks.

STJ veta controle prévio de conteúdo no Facebook e afasta multa diária

Quinta | 20.07.2017 | 12h09
Autor: LeiaMais.Ba


Foto: Ilustração

O Facebook não pode ser obrigado a monitorar previamente os conteúdos postados pelos usuários de sua rede, o que torna inviável a imposição de multa diária com tal objetivo. A decisão unânime foi da Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça, ao julgar recurso de relatoria da ministra Nancy Andrighi. O colegiado entendeu que o Facebook não responde objetivamente pela inserção de informações ilegais feita por terceiros em seu site. Entretanto, assim que os responsáveis pelo provedor da rede social tiverem conhecimento da existência de dados ilegais, devem 'removê-los imediatamente, sob pena de responderem pelos danos respectivos' - devendo ainda 'manter um sistema minimamente eficaz de identificação de seus usuários'. No STJ, o Facebook alegou, entre outras questões, que não está sujeito à responsabilidade objetiva e que seria impossível monitorar ou moderar o conteúdo publicado em sua plataforma, em razão da grande quantidade de novos dados inseridos a cada segundo pelos usuários. O Face sustentou ainda que precisa ser alertado previamente de que houve alguma ofensa, injúria ou difamação para, em seguida, providenciar a remoção. A ministra Nancy Andrighi afirmou que não há no ordenamento jurídico nenhum dispositivo que obrigue o Facebook a realizar monitoramento prévio dos conteúdos que serão disponibilizados.

Facebook: Evite passar adiante mensagem sobre Jayden K. Smith porque ela é falsa

Sábado | 15.07.2017 | 08h05
Autor: LeiaMais.Ba


Foto: Ilustração

Espalhou-se como uma praga, primeiro nos Estados Unidos e depois no Brasil: usuários do Facebook começaram a receber uma mensagem alertando para o risco de aceitar um pedido de amizade vindo de uma pessoa chamada Jayden K. Smith. Segundo a mensagem, se qualquer um dos seus contatos aceitar o pedido você terá seu computador controlado e sua conta bancária invadida. E vem o pedido para que envie o alerta a todos os seus seguidores. Papai Noel não existe, nem a fada do dente, nem saci-pererê; nem um hacker poderoso chamado Jayden K. Smith. O próprio Facebook confirmou isso. "Este é um boato. Aceitar um pedido de amizade no Facebook ou Messenger não dá a ninguém o controle de seu computador ou contas on-line", disse a empresa, em um comunicado. Alarmes semelhantes já apareceram, apenas trocando o nome do “hacker”, de acordo com o site snope.com, especializado na checagem de informações.  Já foi Anwar Jitou, Linda Smith, Jason Allen, Christopher Butterfield, Tanner Dwyer e Bobby Roberts. O primeiro passo, para evitar ser usado pelos espalhadores de notícias falsas é fazer uma pesquisa na internet, sobre o assunto. No caso desse boato, uma das primeiras informações encontradas seria o comunicado do Facebook.

Redes Sociais: O Orkut voltou? Não caia nessa

Quinta | 13.07.2017 | 11h00
Autor: Veja


Foto: Ilustração

A internet está indo à loucura com a nova notícia de que o Orkut estaria de volta. Mas o problema é que a rede social não está de volta. O site, Orkut.li, é uma cópia quase perfeita do local digital mais habitado pelos brasileiros nos anos 2000. Quando os usuários tentam acessar o site pelo Google Chrome, são surpreendidos por uma (enorme) tela vermelha indicando que o endereço não é confiável. O mesmo ocorre com o Mozilla Firefox. Os invasores em orkut.li podem induzir você a fazer algo perigoso, como instalar um software ou revelar suas informações pessoais (por exemplo, senhas, números de telefone, ou cartões de crédito)”, afirma o aviso. O site se trata de um Phishing, ameaça que “rouba” dados dos usuários. “Nós vimos que o site usa exatamente a identidade visual de outra entidade e pede alguns dados pessoais. Percebemos também que a plataforma apresenta perfis com fotos de pessoas diferentes, mas que publicam o mesmo texto – o que pode indicar a atividade de algum bot (robôs que realizam publicações)”, diz o especialista. A equipe da Psafe, no entanto, ainda não identificou nenhuma atividade maliciosa na página. “Até o momento, não sabemos qual é a real intenção desse endereço. Por isso pedimos muita cautela aos usuários. Assim como o site pode não enviar nada malicioso agora, pode começar a fazê-lo conforme aumente o número de acessos”, diz. O Google afirmou que não possui um posicionamento sobre o site “clone”, mas indica que: 1) o Orkut está mesmo morto; e 2) o site não está no domínio da empresa. Além disso, no blog oficial do Google, você pode conferir o adeus do Orkut em dois tempos: um, em meados de 2014, e o fim real e oficial em abril deste ano.

Instagram libera resposta a Stories com fotos e vídeos

Quinta | 06.07.2017 | 14h17
Autor: G1


Foto: Divulgação/Instagram

O Instagram liberou nesta quinta-feira (6) uma atualização para permitir que os usuários respondam aos Stories de seus amigos com uma foto ou vídeo. Até agora, só era possível enviar mensagens de texto em resposta a esses conteúdos efêmeros, que ficam apenas 24 horas no ar. A aposta do Instagram é que as conversas pelo aplicativo fiquem ainda mais visual. Como responder usando imagens: Para enviar fotos ou vídeos como resposta a um Story, toque no novo botão da câmera quando estiver assistindo a uma história. Após fazer vídeo, foto ou um Boomerang, é possível continuar a assistir outras histórias. As respostas às Stories aparecem na caixa de entrada, como já acontece. Só que aquelas que forem feitas com vídeos ou fotos são destacadas em azul e desaparecerão após serem vistas.