Barra Urgente

Barra Urgente


Resultado da busca pelo arquivo de "06/2016"

Preço da banda larga fixa cai 71% em 6 anos no Brasil, diz Anatel

Sábado | 25.06.2016 | 19h02


(Foto: Reprodução)

O preço médio da banda larga fixa caiu 71% em seis anos, apontou a Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel) em seu relatório anual referente ao ano de 2015. A agência usa como base de comparação o cálculo do preço médio mensal pago por 1 Megabit por segundo (Mbps) por serviços de comunicação multimídia (SCM). Para chegar aos valores, usa como indicadores o número de usuários por faixa de velocidade, taxa média de transferência de dados e a receita das prestadoras. Com isso, o valor médio pago pelos consumidores ficou em R$ 5,98 em 2015 –era de R$ 21,18 em 2010. Como a internet fixa era ofertada por R$ 7,08 em 2014, a queda de um ano para o outro foi de 15,5%. No ano passado, apenas Telefonica (R$ 10,27) e Oi (R$ 9,36) estava acima da média do mercado. Estavam abaixo Sercomtel (R$ 5,29), GVT (R$ 2,73), Claro/NET (R$ 2,26) e TIM (R$ 2,04). Entre 2010 e 2015, apenas Telefonica e Claro reduziram seus preços acima da média registrada no segmento. Os preços da primeira, de R$ 41,55, caíram 77,4%, enquanto os da segunda, de R$ 8,24, ficaram 72,57% menores. Oi, Sercomtel e GVT registraram quedas inferiores, de 70,2%, 68,6% e 42,7%, respectivamente. 

Estudo sugere que quem sofre de insônia deve dormir menos

Sábado | 25.06.2016 | 17h00


(Foto: Reprodução)

Um estudo sugere que quem custa a pegar no sono ou acorda cedo demais deveria passar menos tempo na cama, em vez de mais. Pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, da Filadélfia, reduzir a oportunidade de dormir é uma forma de evitar que a insônia se torne crônica. Para chegar a essa conclusão 461 pacientes foram acompanhados durante o período de seis meses. Quem costumava se deitar às 23h e se levantar às 7h30 foram orientados a sair da cama às 5h30, horário que muitos já estavam acordados por conta da insônia. Entre os participantes, pelo menos 36 apresentavam insônia aguda e conseguiram se recuperar com a técnica. Outros 31 apresentavam insônia aguda que evoluiu para a crônica. Insônia aguda é dificuldade para pegar no sono ou mantê-lo ao menos três noites por semana, por no mínimo 15 dias. Quando a tendência persiste por mais de três meses, significa que o problema virou crônico, o que é apresentado por cerca de 10% dos estadunidenses. O professor de psiquiatria e medicina do sono Michael Perlis, líder do estudo, afirmou que a tendência das pessoas que apresentam insônia é, muitas vezes, tentar compensar as noites mal dormidas tirando um cochilo no dia seguinte, ou indo para a cama mais cedo, o que é um erro. Segundo Perlis, alterar os horários de dormir apenas alimenta ainda mais o problema. Os resultados foram apresentados no Sleep 2016, um encontro anual de profissionais de sono em Denver, nos Estados Unidos.

Parceria entre Brasil e EUA analisa 10 mil grávidas em pesquisa sobre o zika

Sábado | 25.06.2016 | 16h04


(Foto: Reprodução)

Pesquisadores americanos anunciaram o lançamento de um estudo amplo, nesta terça-feira (21), sobre o vírus da zika e seus efeitos para as mulheres grávidas nas zonas afetadas pelo vírus. O estudo será realizado pelo Instituto Nacional da Saúde americano (NIH) e por seu correspondente brasileiro, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Segundo o G1, a pesquisa iniciará no Porto Rico e posteriormente será expandida para Brasil, Colômbia e outros países onde a transmissão do vírus é ativa. Cerca de 10.000 mulheres grávidas com mais de 15 anos foram selecionadas para participar do estudo, que tem como objetivo determinar os riscos para a saúde que o zika traz para gestantes, fetos e os bebês. As participantes do estudo, que estarão no primeiro trimestre da gravidez, serão acompanhadas até o parto, e os bebês serão estudados ao menos até um ano após seu nascimento. "Ainda não determinamos todo o alcance dos efeitos do vírus da zika sobre a gravidez. Este estudo estendido deve fornecer novos dados importantes que ajudarão a guiar as respostas médicas e de saúde pública à epidemia de zika", afirmou Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos. Os pesquisadores pretendem, ainda, comparar o risco de complicação durante a gravidez entre as mulheres que apresentaram sintomas de infecção e as que não tiveram, e ainda comparar mães e filhos infectados e não infectados para determinar a frequência de abortos, nascimentos prematuros, microcefalia, malformação do sistema nervoso e outras complicações.

Deputado apresenta projeto de lei que permite presença de doulas durante parto

Sábado | 25.06.2016 | 14h01


(Foto: Reprodução)

O deputado estadual Zó (PCdoB) apresentou nesta segunda-feira  (20) na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) o projeto de lei nº 21.931/2016. O texto aborda a presença de doulas durante todo o período de trabalho de parto, sempre que solicitado pela gestante. O pedido é independente da presença de acompanhantes, em maternidades, casas de parto e estabelecimentos hospitalares congêneres tanto da rede pública quanto da rede privada. "A lei, que já foi aprovada em outros estados brasileiros, figura como uma alternativa para cuidar do bem estar emocional da parturiente, já que o trabalho das doulas consiste, dentre outras coisas, em oferecer conforto, encorajamento, tranquilidade, suporte emocional e até mesmo físico. O trabalho da doula é proporcionar o direito da gestante de viver esse momento de forma mais humana, passando amor, conforto, informação e cuidado nesta hora tão aguardada e de muita ansiedade”, relatou Zó. Ainda  de acordo com o texto, as doulas poderão entrar em ambientes hospitalares com seus respectivos instrumentos de trabalho (bolas de fisioterapia, massageadores, bolsa de água quente, óleos para massagens e demais materiais considerados indispensáveis na assistência do período de trabalho de parto e pós-parto imediato) todos condizentes com as normas de segurança. “Há pesquisas que revelam também que a presença da doula no pré-parto e parto traz benefício tanto para a mãe quanto para o bebê, reduzindo intervenções médicas e tempo de internação”, avaliou o deputado.

FBI quase ganha poderes para ver histórico de busca dos cidadãos

Sábado | 25.06.2016 | 11h03


(Foto: Reprodução)

Senadores dos Estados Unidos votaram ontem uma proposta de lei que ampliaria os poderes de vigilância do FBI, permitindo que o escritório tivesse acesso a históricos de busca sem necessidade de mandato judicial. Embora a proposta tenha sido rejeitada, a diferença foi de apenas dois votos, e pode vir a ser votada novamente em breve. A legislação em questão permitiria ao FBI solicitar a quebra de sigilo dos históricos de busca na internet por meio de "national security letters" (cartas de segurança nacional). De acordo com o The Next Web, esses documentos, emitidos pelo próprio órgão, não necessita de aprovação de um tribunal. Com isso, o escritório de segurança dos EUA teria muito mais facilidade para acessar dados privados de internautas. Ela foi proposta pelo senador John McCain, do Partido Republicano do Arizona, que já chegou até mesmo a concorrer à presidência do país em 2008 (quando perdeu para Barack Obama). A ideia de McCain com a lei era permitir o "rastreamento de lobos solitários" após o massacre homofóbico da boate Pulse em Orlando, na Flórida, que matou 49 pessoas e feriu outras 53. Seriam necessários 60 votos a favor da proposta para que ela passasse, mas ela obteve apenas 58. No entanto, o senador Mitch McConnell do Partido Republicano de Kentucky mudou seu voto de "favorável à medida" para "contrário à medida" de última hora. Por esse motivo, segundo o Cnet, ela pode vir a ser votada novamente a partir da semana que vem. Embora trate-se de uma legislação dos Estados Unidos, é bastante provável que ela tivesse efeitos globais. Isso porque muitas empresas mundiais de tecnologia, como Google, Apple, Facebook e Microsoft, estão sujeitas às leis (e à vigilância) do país. Além disso, segundo as denúncias feitas por Snowden em 2013, o Brasil foi o segundo país do mundo mais espionado pela NSA antes da divulgação do esquema..

Nasa anuncia descoberta de 'segunda Lua' ao redor da Terra

Sábado | 25.06.2016 | 09h02


(Foto: Reprodução)

Ainda não foi o segundo sol, mas a Nasa anunciou nesta segunda-feira (20) a descoberta de uma segunda lua na órbita da Terra. Avistada pela primeira vez em 27 de abril deste ano, o corpo celeste é um asteroide com 36,5 metros de diâmetro, dimensão bem menores que a Lua já conhecida e foi batizado de 2016HO3. Por percorrer uma trajetória irregular, a distância dele para a Terra varia entre 38 e 100 vezes a distância da Terra da Lua. O seu movimento de translação ao redor Sol dura 365,93 dias, tempo pouco maior que o necessário para a Terra cumprir o mesmo percurso. Segundo a agência espacial americana, o corpo celeste está na órbita da Terra há quase cem anos e ainda deve permanecer como companhia do nosso planeta por muitos séculos. Veja abaixo vídeo com a trajetória percorrida pela "segunda lua".

Recuperação judicial da Oi não afeta clientes neste momento

Sábado | 25.06.2016 | 07h03


(Foto: Reprodução)

Os clientes da operadora de telefonia Oi, que entrou com pedido de recuperação judicial nesta semana, não deverão sofrer nenhuma consequência da medida neste momento. Segundo o presidente da consultoria Teleco, Eduardo Tude, a empresa tem caixa suficiente para continuar operando normalmente até uma solução definitiva do problema. Para Tude, o mais provável é que credores e acionistas da Oi cheguem a um acordo sobre a dívida da empresa. "Eles estiveram muito próximo desse acordo antes, mas a diferença ficou no percentual que os credores vão passar a ter da Oi. Acredito que nesse processo, que não é nada simples, eles vão acabar chegando a um acordo e não vai haver falência", diz. A companhia de telefonia Oi entrou na última segunda-feira (20) na 7ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça do Rio com um pedido de recuperação judicial da empresa, incluindo no processo um total em dívidas de R$ 65, 4 bilhões. A recuperação judicial é uma medida para evitar a falência adotada por uma empresa quando ela perde a capacidade de pagar suas dívidas. 

Por que o Facebook está alertando que usuários podem perder suas fotos no celular

Sexta | 24.06.2016 | 20h03


(Foto: Reprodução)

Se você recebeu uma notificação ou e-mail alertando que corre o risco de "perder todas as fotos no celular" se não instalar o app Facebook Moments, pode relaxar, pois a história não é bem assim. Apesar do tom urgente, esta afirmação não é totalmente exata. O fato é que essa mensagem levou muitos blogueiros e especialistas em tecnologia a qualificar esta iniciativa do Facebook como mais uma tentativa de impor na marra um novo aplicativo aos usuários. Para os que estão pensando em ceder à tentação (ou pressão) do Facebook, eis alguns fatos. A questão afeta apenas os usuários que, em algum momento, escolheram sincronizar as próprias fotos automaticamente com o Facebook. Em 2012, o Facebook ofereceu primeiramente a todos os que tinham telefones com o sistema iOS - e depois para os outros sistemas - a possibilidade de terem suas imagens copiadas para um álbum privado, chamado "Synced album", ou álbum sincronizado.

Ministério da Saúde alerta para aumento de casos de microcefalia no Sudeste

Sexta | 24.06.2016 | 16h02


(Foto: Reprodução)

O diretor do Departamento de Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, Eduardo Hage Carmo, alertou nesta segunda-feira (20) para um aumento de casos de microcefalia no Sudeste. Há um indicativo de que, nas últimas cinco semanas, a região registrou mais novos casos de microcefalia em relação ao Nordeste, que concentra o maior número de casos no país desde o início das notificações. Conforme dados do ministério, foram registrados 172 novos casos de bebês com suspeita de microcefalia contra 171, no Nordeste, nas últimas cinco semanas. Ainda assim, no acumulado de casos, o Nordeste ainda concentra cerca de 75% dos bebês com o perímetro da cabeça menor que o estabelecido para a notificação de casos, que atualmente é de 32 centímetros. Mas o número de crianças que tem nascido com o indicativo de malformação cerebral, como Eduardo Hage Carmo informou à Agência Brasil, vem aumentando mais no Sudeste do que em outras localidades do país. "Provavelmente, os casos estão relacionados ao pico de ocorrência de infecção por Zika, que na Região Sudeste se dá depois da Região Nordeste. Enquanto na Região Nordeste há um pico no primeiro semestre, até meados de junho/julho, na região Sudeste esse pico se dá entre novembro, dezembro [de 2015], janeiro e fevereiro [de 2016]. Há um período entre a ocorrência da infecção por zika e a notificação da microcefalia, que é a gestação", explicou Carmo. O último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde informa que, em 2016, foram 54.803 registros de Zika no Sudeste, contra 51.065 na Região Nordeste.

Instagram ultrapassa a marca dos 500 milhões de usuários

Sexta | 24.06.2016 | 14h03


(Foto: Reprodução)

Instagram anunciou, nesta terça-feira (21/6), que mais de 500 milhões de pessoas já utilizam o serviço de compartilhamento de fotos. O aplicativo de propriedade do Facebook cresceu 25% desde setembro, somando mais de 10 milhões de novos usuários a cada mês. Ainda segundo o Instagram, 85% da sua comunidade global vive fora dos Estados Unidos. Esta taxa supera o Facebook e Twitter, cujo crescimento está estagnado em cerca de 310 milhões de usuários ativos mensais. Segundo o Instagram, 300 milhões de pessoas usam a rede social todos os dias, postando 95 milhões de fotos e vídeos. Quando presidente-executivo do Facebook, Mark Zuckerberg, pagou US$ 1 bilhão pelo Instagram em 2012, muitos não estavam convencidos de seu valor na época, mas o crescimento em popularidade justifica a valorização. A base de usuários mensais do Instagram mais do que dobrou nos últimos dois anos. Desde o seu lançamento, em 2010, o Instagram lançou três aplicativos independentes – "Layout", "Boomerang" e "Hyperlapse". A expectativa é que o aplicativo gere US$ 1,5 bilhões em receitas em 2016, de acordo com a consultoria da indústria e empresa de dados eMarketer. Instagram anunciou recentemente uma mudança importante na sua linha do tempo, deixando de exibir para seus usuários postagens em ordem cronológica. O novo critério é relevância dos posts. A empresa diz que, em média, 70% do conteúdo publicado na rede social não é visualizado por causa das inúmeras atualizações da timeline.

Sefaz-BA diz que lei aprovada na AL-BA prevê doação para fundo de combate à pobreza

Sexta | 24.06.2016 | 11h04


(Foto: Reprodução)

O Projeto de Lei 21.914/16 aprovado pela Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) na última quinta-feira (16) sobre a alíquota do ICMS não aumenta a taxa de contribuição. Em resposta à crítica do presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes na Bahia (Abrasel), Júlio Calado (clique aqui para entender), a Secretaria de Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz-BA) afirmou que o que o projeto estabelece é que empresas contempladas com incentivos fiscais depositem 10% do valor do benefício concedido no Fundo Estadual de Combate e Erradicação da Pobreza (Funcep). "(...) Esses incentivos, na prática, permitem que as empresas beneficiárias fiquem com parte do ICMS embutido nas vendas de mercadorias. Esses benefícios correspondem a um desconto de até 81% do ICMS devido. De acordo com a nova lei, um décimo deste valor deverá ser devolvido pelas empresas beneficiárias na forma de contribuição financeira destinada às políticas sociais do Estado", diz a Sefaz-BA, por meio de nota. O órgão estadual reconhece que a alíquota do ICMS aplicada à cerveja no estado é maior que em São Paulo e Rio de Janeiro, as duas principais capitais do país, mas lembra que a taxa cobrada na Bahia é a menor do Nordeste e uma das cinco menores no país.

Festa Junina: saiba quais os riscos e benefícios das comidas típicas

Sexta | 24.06.2016 | 09h03


(Foto: Reprodução)

Fogueiras, cantigas, danças e comidas típicas. É difícil encontrar alguém que não goste da tradicional festa junina. O costume tem como objetivo celebrar os dias de São Pedro, Santo Antônio e São João, e consequentemente, trazer animação e alegria para todos.  Uma das principais atrações da festa são as comidas típicas. Diante de tantas gostosuras para saborear, a nutricionista do Hapvida Saúde, Roseanny Cristina, faz um alerta acerca da quantidade de comida ingerida nessa época do ano.  Segundo ela, é preciso tomar cuidado em vários aspectos, desde a higiene até o valor calórico de cada um dos alimentos. “O primeiro cuidado que devemos ter é com a qualidade do alimento e com as questões de higiene. A maioria desses alimentos são perecíveis e acabam estragando com mais facilidade. Muito cuidado principalmente com os alimentos que levam leite e são fáceis de ser contaminados".  A nutricionista cita os alimentos menos calóricos e que, moderadamente, podem ser consumidos sem peso de consciência, pois os mesmos trazem benefícios para a saúde da pessoa. “O milho é um alimento que possui diversos nutrientes, como carboidratos (por isso é considerado um alimento energético), rico em fibras (que pode auxiliar na saciedade, bom funcionamento intestinal, controle da glicemia - taxa de glicose no sangue - diminuição do colesterol), vitaminas do complexo B (relacionadas à boa função neurológica), vitamina A (responsável pela renovação celular, ação antioxidante) e ferro”, explica. 

Fogos de artifício são os responsáveis por maioria dos acidentes no São João

Sexta | 24.06.2016 | 07h04


(Foto: Reprodução)

Junho é um dos períodos mais esperados do ano pelas crianças, momento em que as ruas ficam iluminadas e enfeitadas com bandeirolas, fogueiras, balões e que as festas ficam fartas de comidas típicas: canjica, milho cozido, amendoim, mugunzá e outras. No entanto, tem um lado dos festejos que é preocupante, é a utilização de fogos de artifício pela população, especialmente as crianças. De acordo com a Associação Brasileira de Cirurgia da Mão, cerca de 70% dos casos de queimaduras são provocados por artefatos pirotécnicos e 10% das vítimas sofrem amputações, principalmente das mãos e dedos. 

Nasa descobre asteroide que acompanhará a órbita da Terra por séculos

Quinta | 23.06.2016 | 20h03


(Foto: Reprodução)

A agência espacial americana, a Nasa, descobriu um pequeno asteroide que orbita o Sol ao mesmo tempo em que circunda a Terra. Ele deverá acompanhar a trajetória de nosso planeta por vários séculos. Batizado como 2016 HO3, o asteroide dá voltas em torno da Terra enquanto percorre sua órbita ao redor do Sol, mas está distante demais para ser considerado um satélite, como a Lua. "Como o 2016 HO3 circunda nosso planeta, mas nunca vai longe demais, já que ele e a Terra orbitam o Sol juntos, nos referimos a esse asteroide como um semissatélite", disse Paul Chodas, gerente do Centro de Estudos de Objetos Próximos da Terra, da Nasa. Segundo o cientista, o asteroide 2003 YN107 seguiu um padrão de órbita similar há dez anos, mas acabou se afastando após algum tempo. "Esse novo asteroide parece estar mais preso à Terra. Nossos cálculos indicam que ele tem se comportado como um semissatélite há quase um século e continuará a nos fazer companhia por vários séculos."

Número de mortes por H1N1 no Brasil sobe para 1.003

Quinta | 23.06.2016 | 19h00


(Foto: Reprodução)

O Brasil já registrou 1.003 mortes causadas pela gripe Influenza A (H1N1) entre 3 de janeiro e 11 de junho, segundo boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (22) pelo Ministério da Saúde. Este é o maior número de mortes causadas pela doença no Brasil desde a pandemia de 2009, quando morreram 2.060 pessoas. No total, foram reportados 5.214 casos de contaminação. Cerca da metade dos casos está concentrada na região sudeste: 2.606 infectados e 540 mortos. O estado de São Paulo é o mais afetado, com 2.197 infectados e 434 mortos.

Foragido da Operação Turbulência é encontrado morto em motel

Quinta | 23.06.2016 | 18h02


(Foto: Reprodução)

Foragido da Operação Turbulência, o empresário Paulo César de Barros Morato foi encontrado morto em um motel em Olinda, Pernambuco. Ele estava sob suspeita de operar um esquema de lavagem de R$ 600 milhões que teria abastecido inclusive a campanha de Eduardo Campos, candidato à Presidência em 2014, morto em um acidente aéreo em agosto daquele ano. A morte está sendo investigada pela Polícia Civil. A Polícia Federal acompanha o desenrolar da investigação. A ação da Polícia Federal – deflagrada a partir das investigações sobre o avião que era usado por Eduardo Campos, ex-candidato à Presidência que morreu em acidente aéreo em agosto de 2014 – mira em um grupo especializado em lavagem de dinheiro, sediado em Pernambuco e Goiás, que teria lavado mais de R$ 600 milhões desde 2010. O grupo é suspeito de abastecer caixa 2 de empreiteiras. Quatro empresários foram presos na terça-feira, 21. Um deles iria embarcar para Miami. A PF encontrou com ele US$ 10 mil no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo. O empresário João Carlos Lyra também foi preso em São Paulo. A PF confiscou, com autorização judicial, três aeronaves da organização criminosa, avaliadas em R$ 9 milhões. Quatro automóveis de luxo foram apreendidos. A investigação aponta para a OAS, uma das principais empreiteiras do cartel que se instalou na Petrobrás entre 2004 e 2014, período em que foi montado esquema de propinas a deputados, senadores, governadores e ex-dirigentes da estatal petrolífera. Uma empresa fantasma descoberta pela Turbulência recebeu valores da OAS no âmbito das obras de transposição do rio São Francisco. A PF identificou um repasse de R$ 18 milhões para a OAS – parte desse valor passou por conta da empresa de fachada. 

Cuidados para evitar queimaduras ao manusear fogos de artifício

Quinta | 23.06.2016 | 17h00


(Foto: Reprodução)

O Dia Nacional de Luta contra Queimaduras, celebrado nesta segunda-feira (6/6), é uma data que serve como alerta para todo este mês, em que, especialmente na região Nordeste do Brasil, cresce o número de acidentes causados pelo manuseio de fogos de artifício utilizados nos festejos juninos. Para que o arrasta pé não acabe antes da hora, o Planserv – Assistência à Saúde dos Servidores Públicos Estaduais alerta  sobre cuidados que podem ser tomados na prevenção e no tratamento de queimaduras. Para evitar problemas, é importante garantir a supervisão constante de crianças durante o manuseio de fogos de artifício. Além disso, a coordenadora de Prevenção do Planserv, Angela Nolasco, sugere que as pessoas fiquem atentas às recomendações dos fabricantes de fogos, evitando comprar os de fabricação caseira ou clandestina ou transportar/armazenar grandes quantidades de artefatos, pois “uma explosão, neste caso, pode ser fatal”. “Não acender fogueiras jogando álcool ou outro líquido inflamável diretamente nas chamas é uma decisão inteligente. Além disso, soltar balões é um crime que pode provocar grandes tragédias”, destacou.

Gal, Xangai, Ilê e Caetano estão entre vencedores do Prêmio da Música Brasileira

Quinta | 23.06.2016 | 16h01


(Foto: Divulgação)

Após várias indicações (clique aqui), a Bahia saiu vencedora em seis delas na 27ª edição do Prêmio da Música Brasileira, cuja cerimônia foi realizada nesta quarta-feira (22), no Theatro Municipal, Rio de Janeiro. Na categoria MPB o estado levou três dos quatro prêmios: Melhor álbum, com “Dois Amigos, um século de música” de Caetano Veloso e Gilberto Gil; produtores Caetano Veloso e Gilberto Gil; Melhor cantor para Caetano, no mesmo álbum e Melhor cantora para Virginia Rodrigues (‘Mama Kalunga’). Na categoria Regional, Xangai foi o Melhor Cantor e o Ilê Aiyê (‘Bonito de se Ver’) o Melhor Grupo. Outro grande medalhão da cultura baiana, Gal Costa levou o prêmio de Melhor Cantora, na categoria Pop/rock/reggae/hip-hop/funk, por seu trabalho no disco “Estratosférica”. Confira a lista completa dos vencedores.

Min. da Saúde aponta 1.154 casos notificados de microcefalia na BA

Quinta | 23.06.2016 | 14h04


(Foto: Reprodução)

O boletim divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (22) aponta 1.154 casos notificados de microcefalia na Bahia.Dezenove a mais do que o último relatório divulgado pelo órgão, no dia 15 de junho. O estado é o segundo com maior número de casos do país, ficando atrás de Pernambuco, que até agora registrou 2.008 casos. Os dados divulgados nesta quarta são referente ao período até o dia 18 de junho. O relatório é feito com os dados enviados pelas secretarias estaduais da saúde, informou a pasta. De outubro de 2015 até maio deste ano, a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) registrou 32 mortes por microcefalia na Bahia. Os casos fatais foram nas cidades de Alagoinhas (1), Anguera (1), Camaçari (3), Conceição do Jacuípe (1), Cravolândia (1), Crisópolis (1), Jaguaripe (1), Jequié (1), Monte Santo (1), Barro Preto (1), Campo Formoso (1), Itabuna (2), Itapetinga (1), Olindina (1), Salvador (6), Tanhaçu (1), Esplanada (1), Feira de Santana (1), Presidente Tancredo Neves (1), Santo Antônio de Jesus (1), Simões Filho (1), Senhor do Bonfim (1), Ilhéus (1), Lauro de Freitas (1). De acordo com os critérios do Ministério da Saúde, é considerado microcefalia o bebê com perímetro cefálico menor ou igual a 31,9cm, no caso de menino, e menor ou igual a 31,5cm, em menina. Os casos da doença estão relacionados ao vírus da zika, doença transmitida pelo mosquito Aedes Eegypti.

PF deflagra Operação Custo Brasil, um desdobramento da Lava Jato

Quinta | 23.06.2016 | 13h02


(Foto: Reprodução)

Em ação conjunta com o Ministério Público Federal e a Receita, a Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (23) a Operação Custo Brasil. O objetivo é apurar o pagamento de propina, proveniente de contratos de prestação de serviços de informática, no valor de R$ 100 milhões, entre os anos de 2010 e 2015, a pessoas ligadas a funcionários públicos e agentes públicos no Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Os policiais federais estão cumprindos 11 mandados de prisão preventiva, 40 de busca e apreensão e 14 de condução coercitiva nos estados de São Paulo, do Paraná, Rio Grande do Sul, de Pernambuco e no Distrito Federal, todos expedidos pela 6ª Vara Criminal Federal em São Paulo. De acordo com nota divulgada pela PF, há "indícios de que o ministério direcionou a contratação de uma empresa de prestação de serviços de tecnologia e informática para a gestão do crédito consignado na folha de pagamento de funcionários públicos federais com bancos privados", interessados na concessão desse tipo de crédito. O inquérito foi aberto em dezembro de 2015, após a decisão do Supremo Tribunal Federal de que a documentação recolhida na 18ª fase da Operação Lava Jato, conhecida como Pixuleco 2, fosse encaminhada para investigação em São Paulo. De acordo com as investigações, 70% dos valores recebidos por essa empresa eram repassados a pessoas ligadas a funcionários públicos ou agentes públicos com influência no Ministério do Planejamento por meio de outros contratos - fictícios ou simulados. Os investigados responderão, de acordo com suas ações, pelos crimes de tráfico de influência, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, com penas de 2 a 12 anos de prisão. Os presos e o material apreendido serão encaminhados à sede da Polícia Federal em São Paulo. As pessoas conduzidas coercitivamente são ouvidas nas instalações da PF mais próximas dos locais em que forem encontradas. A Polícia Federal dará uma entrevista, às 11h, no auditório da Superintendência Regional em São Paulo.