Barra Urgente

Barra Urgente


Resultado da busca pelo arquivo de "05/2015"

Professor da Ufba é afastado após ser denunciado por alunas

Quarta | 27.05.2015 | 14h02
Autor: iBahia


Foto: Divulgação

Misoginia Geral, Introdução à Homofobia, Métodos de Machismo. Para um grupo de estudantes da Universidade Federal da Bahia (Ufba) essa era, mais ou menos, a ementa do curso, ou melhor, das disciplinas ministradas pelo professor Luiz Santiago de Assis, do Instituto de Física. Acusado de declarar frases como “mulher ou é bonita ou é inteligente” durante as aulas e de fazer piadas com conotação sexual que constrangia as alunas de Física e Engenharia, Santiago foi afastado por 60 dias das salas de aula para responder a um processo interno que deve apurar as acusações. 
 

Meninas que foram alunas do professor em diferentes semestres se uniram após descobrirem que a postura do mestre não era algo isolado, mas já vinha acontecendo em turmas anteriores. Elas protocolaram na Ouvidoria da universidade uma denúncia que apontam terem vivido situações de “assédio sexual”. As estudantes relatam que foram encorajadas a fazer as denúncias ao descobrirem que a mesma conduta do professor era percebida em semestres anteriores. O problema afetava alunas tanto do Instituto de Física, quanto da Politécnica (engenharias) que cursavam disciplinas da grade do curso ministrado por Física.

Inicialmente, as estudantes do semestre em curso disseram que ficaram perplexas com as declarações, mas após conversarem com professoras mulheres e se planejarem para  gravar as declarações, elas decidiram não se manifestar durante as aulas, buscando a forma administrativa para resolver os abusos.



Denúncia
No documento entregue à Ouvidoria da Ufba, que o CORREIO teve acesso, as alunas apontam o professor como machista, preconceituoso e homofóbico. Segundo elas, ele atribui a beleza feminina à falta de capacidade intelectual e já criticou as alunas por usarem bermudas, o que, segundo ele, seria uma provocação das estudantes. “Nenhuma mulher de respeito deveria usar shorts curtos”, atribuem as alunas como fala do professor durante as aulas.

Contam ainda que ele elogiava o corpo das moças e se referia de forma pejorativa a alunas de semestres anteriores. “Já tive alunas muito boas”, dizia Santiago, conforme relatos. Em uma das aulas, quando quatro estudantes estavam no fundo da sala, ele teria perguntado, com sentido sexual, no entendimento das estudantes, o que eles estariam fazendo “de quatro”.

O professor também comentava sobre sua vida pessoal, sobre a ex-mulher e até sobre a filha, sempre disposto a diminuir a capacidade feminina na sociedade, também conforme os relatos. Em sala, teria chegado a atacar até mesmo colegas pesquisadoras. Após criticar o livro de uma professora da instituição, teria afirmado: “Na minha época, se estudava pelos (livros escritos por) machos”. 

Ofensa
Questionada sobre o que mais a ofendia, uma das estudantes, de 19 anos, respondeu que a forma como o professor se referia ao corpo feminino era o mais grave. “Ele se referiu aos seios das mulheres como se fosse um objeto qualquer. A forma como ele falava havia sempre uma conotação sexual”, detalhou a jovem, sob anonimato.

As declarações do professor aconteciam tanto em conversas de canto de sala, com os alunos homens, como durante a exposição das aulas e experimentos que eram interrompidos para que o professor falasse de suas opiniões e de sua vida pessoal. “A posição dos professores, na condição de educador, não cabe isso. Um educador em sala de aula, por mais que ele tenha as opiniões dele, precisa manter o respeito”, opina uma das denunciantes.

Apuração
Segundo a ouvidora da Ufba, Denise Vieira, a denúncia está tendo o tratamento administrativo com o Instituto de Física. A Reitoria não acompanha o caso diretamente e  cabe ao instituto tomar as medidas que achar adequadas.“O poder executivo é de cada órgão da Ufba. Apenas ouvimos os denunciantes. Cabe à direção da unidade analisar o que está sendo dito. Eles estão, no momento, apurando os fatos”, detalhou ela.

Não há uma definição do que pode acontecer com o professor já afastado, segundo a ouvidora. “(O desdobramento) vai depender da apuração. Qualquer pessoa pode acusar outra. O que é preciso agora é uma análise criteriosa”, completou. No Instituto de Física foi criada uma comissão de sindicância no último dia 14 de maio. Esse grupo, formado por três professores, um de cada departamento do instituto, tem 30 dias (prorrogáveis por mais 30) para concluir a apuração.

“Fomos notificados pela Ouvidoria e a direção da Faculdade Politécnica também sinalizou de que alunos apontavam uma irregularidade na docência. O professor foi afastado, dentro do regime jurídico, de forma cautelar, para que haja a apuração”, detalhou o diretor do instituto, Raimundo Muniz Filho. “Estamos acompanhando a comissão de sindicância lá em Física. Todos devem ser ouvidos e esperamos que se encontre uma resposta justa e imparcial para se tomar as providências necessárias”, afirmou a diretora da Escola Politécnica, Tatiana Dumêt.

Punição
A sindicância é regida pela Lei 8.112, que regula o serviço público federal. Segundo a legislação, essa apuração pode resultar no arquivamento do processo, na aplicação de advertência ou suspensão do funcionário por até 30 dias ou, ainda, na instauração de um processo disciplinar.

Caso haja a instauração do processo disciplinar, a lei diz de que ela pode chegar à demissão do funcionário e obriga os servidores responsáveis pela apuração de comunicar ao Ministério Público, caso seja identificado que a infração cometida pelo servidor seja qualificada como um ilícito penal. 

“Nossa postura não tem como ser diferente. Não faz sentido essas posições machistas. Inclusive, por lei, isso não é admissível, além de ser um comportamento antiquado que não é tolerado na sociedade atual. No instituto, se comprovado, esse será um comportamento excepcional”, defende Muniz Filho. 

O professor
Santiago faz parte do quadro efetivo de funcionários da Ufba e grande parte de sua carreira foi construída dentro da universidade que lhe concedeu seu primeiro diploma de graduação, em 1977. No entanto, ele também dava aulas em faculdades particulares. Todas foram procuradas e informaram não mais ter Santiago no seu quadro. 

O professor não foi localizado para comentar as acusações. CORREIO escreveu um e-mail para ele na quarta-feira (20) esclarecendo que publicaria a reportagem e ressaltando a importância do seu retorno para garantir sua defesa. O contato foi novamente replicado na sexta-feira. 
O diretor do Instituto de Física foi solicitado para ajudar a intermediar o contato, mas informou que o telefone do professor estava desligado. 

Repercussão
No depoimento das estudantes ao CORREIO, a insatisfação de que situações próximas a essas são frequentes na instituição, envolvendo principalmente os rapazes do curso. “Geralmente, temos quatro, seis alunas em turmas de 20 ou 30 homens. No momento que o professor (Santiago) fazia esses comentários machistas, a maior parte deles dava risada”, relatou uma das estudantes. 

Esse semestre, o Diretório Central dos Estudantes (DCE) criou uma Frente Feminista, uma organização das mulheres alunas e funcionárias da universidade que promove escutas públicas sobre casos de violação de direitos. O fórum tem encontro semanal para debater melhorias na política de mulheres na instituição a longo e médio prazo, entre as questões que buscam junto à Reitoria é a criação de uma Rede de Atenção às Mulheres.

“As questões de violência contra a mulher não são pontuais na sociedade. Na universidade também não. Falta uma política própria para essa questão, para dar uma resposta a essas questões”, defende Maria Joana Uzêda, diretora de Mulheres do DCE e estudante de Ciências Sociais. 

Segundo Tatiana Dumêt, diretora da Politécnica, embora não sejam corriqueiras, essas denúncias têm histórico na instituição e estariam presentes não só na relação entre professor e alunas, mas também entre alunos e professoras e entre os próprios estudantes. “Toda e qualquer forma de desrespeito e de preconceito é inaceitável dentro de uma instituição de ensino. Aqui, nosso papel não é só da formação técnica, mas também somos responsáveis pela formação cidadã. Mas essas posturas não representam o que a maioria das pessoas que estão aqui pensa”, considera.

Waldenor Pereira comemora muito a derrota do ‘Distritão’

Quarta | 27.05.2015 | 13h05
Autor: Daniel Simurro I Brumado Urgente


Segundo o entendimento do deputado Waldenor Pereira, a aprovação do 'Distritão' iria fomentar a corrupção (Foto: Divulgação)

A proposta do “Distritão”, de autoria do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB) foi derrotada na sessão desta terça-feira (26) por 267 votos contrários e 210 favoráveis. Buscando alterar o sistema eleitoral, o “Distritão” objetivava a formatação de um novo modelo para eleição de deputados e vereadores, em que os mais bem votados se elegem, independentemente do desempenho total dos partidos, o que seria um “tiro de canhão” nos candidatos das minorias e dos menos conhecidos do eleitorado, beneficiando assim “os profissionais do voto”. Por ser uma proposta de alteração da Constituição Federal, sua aprovação dependia do apoio de 60% dos deputados (308 votos do total de 513). Um dos mais ferrenhos combatentes contra o “Distritão” foi o deputado Waldenor Pereira, que comemorou muito a derrubada da proposta. “Seria um grande retrocesso político para a nossa nação, além do que serviria de solo fértil para a prática da corrupção, por isso eu votei contra e comemorei muito, já que estamos aqui para defender os interesses do povo, que iria acabar sendo penalizado caso do “Distritão” fosse aprovado”, pontuou Waldenor Pereira. 

Tudo como dantes no quartel de Abrantes: 'Distritão de Cunha' é derrotado

Quarta | 27.05.2015 | 12h30


(Foto: Divulgação)

O poderoso presidente da Câmara, Eduardo Cunha, sofreu uma dupla derrota na noite de terça-feira (26) com a rejeição das suas duas principais propostas de reforma política – incluir na Constituição Federal a permissão de doações de empresas a campanhas eleitorais e alterar a forma como elegemos deputados e vereadores, adotando o sistema chamado de distritão. Deputados e assessores parlamentares ouvidos pela BBC Brasil atribuíram parte da derrota a uma reação da casa à atitude "prepotente e autoritária" de Cunha, após ele atropelar o trabalho da Comissão Especial de Reforma Política.

Ex-presidente da CBF e outras seis pessoas são presas por corrupção

Quarta | 27.05.2015 | 11h59
Autor: iBahia


Foto Reprodução

A madrugada desta quarta-feira (27) em Zurique, na Suíça, foi bastante agitada. Logo no início do dia, a Polícia local realizou uma operação surpresa em que dirigentes da Fifa foram presos a pedido da justiça norte America, que investiga ações fraudulentas. Ainda que não haja uma lista oficial dos envolvidos, informações dão conta que o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol, José Maria Marin, estaria entre os detidos.
 Departamento Federal de Justiça da Suíça relatou que pelo menos 14 dirigentes estariam sendo investigados após as suspeitas de procedimentos ilegais para a escolha das sedes da Copa do Mundo de 2018 e 2022. Dirigentes ReunidosOs cartolas estavam reunidos na Europa para participar do Congresso da entidade máxima do futebol, quando Joseph Blatter tentará ser reeleito para exercer o seu quinto mandato. 

De acordo com o porta-voz da Fifa, Walter Gregorio, Blatter não está entre os detidos, sendo que o único nome confirmado até o momento seria do presidente da Concacaf, Jeffrey Webb. Através de um comunicado oficial, a polícia suíça confirmou a ação ocorrida em Zurique."Por ordem do Escritório Federal de Justiça, dirigentes de futebol foram presos em Zurique na quarta-feira e detidas à espera de extradição".

As autoridades americanas suspeitam que os mesmos tenham recebido subornos num total na ordem dos milhões de dólares norte-americanos. Mandados de detenção foram emitidos na sequência de um pedido apresentado pelas autoridades norte-americanas. As autoridades dos Estados Unidos, sediadas em Nova Iorque, irão conduzir as investigações destes indivíduos por suspeita de a aceitação de subornos, que teriam acontecido entre o início de 1990 até os dias atuais", confirmou o comunicado da Polícia de Zurique.
 

Conquista: viatura da polícia se envolve em acidente. Entenda a função da sirene

Quarta | 27.05.2015 | 11h35
Autor: Blog Transitar


Foto: Samir Nunes/ Blog Transitar

Uma colisão envolveu três veículos na tarde desta terça (26) na Avenida Luís Eduardo Magalhães, em Vitória da Conquista. O que acabou mesmo chamando atenção, já que acidentes no trecho são constantes, foi o envolvimento de uma viatura da Polícia Civil. Testemunhas contaram à reportagem que um dos condutores teria se assustado ao ouvir a sirene da polícia e na tentativa de dar passagem, acabou se colidindo com o veículo que estava à sua direita. Mais assustado ainda, o condutor “voltou” e se colidiu com a própria viatura. Não ouve feridos e o Departamento de Polícia Técnica registrou a ocorrência, enquanto agentes do SIMTRANS auxiliavam o intenso e confuso fluxo. Os condutores das viaturas em serviço de urgência necessitam acionar a sirene e giroflex o quanto antes, dessa forma os demais condutores vão procurar se posicionar da melhor forma possível, e até parando se necessário, para que a viatura siga com seu atendimento. Ao ouvir o sinal sonoro o condutor precisa, com calma, ir se preparando para utilizar a melhor oportunidade de ceder passagem, evitando assim que acidentes venham a acontecer, como o caso. Colaboração Alex Oliveira

Cobertura da vacinação contra aftosa na Bahia cresce mais de 10%

Quarta | 27.05.2015 | 11h09
Autor: Secom Bahia


(Foto: Ilustração)

O índice de cobertura imunitária da vacinação contra a Febre Aftosa, na Bahia, está entre 80 e 90%, bem superior ao último estudo realizado em 2010, que indicou a eficiência abaixo de 80%. Os dados foram obtidos pelo Estudo de Avaliação da Eficiência Vacinal Contra Febre Aftosa, realizado pelo Ministério da Agricultura (Mapa), em todos os estados do Brasil com reconhecimento internacional de livre da enfermidade com vacinação.  De acordo com informações da Agência de Defesa Agropecuária da Bahia (Adab), vinculada à Secretaria da Agricultura (Seagri), o resultado coloca o estado à frente de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Sul e região de fronteira do Paraná, que apresentaram índice menor que 80%. O estudo estima a cobertura imunitária da população bovina, que recebeu a vacina contra a Aftosa, avaliando todos os estados do Brasil com reconhecimento da Organização de Saúde Animal (OIE) até maio de 2014. A população estudada foi bovinos entre seis e 24 meses de idade por serem mais susceptíveis à febre aftosa. 

Oposição entra com pedido de investigação contra Dilma

Quarta | 27.05.2015 | 10h30


(Foto: Reprodução)

Lideranças do PSDB, DEM, PPS e Solidariedade protocolaram nesta terça-feira (26) representação junto à PGR (Procuradoria-Geral da República) na qual pedem a abertura de investigação contra a presidente Dilma Rousseff pela prática de crimes contra as finanças públicas e de falsidade ideológica. O líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), ressaltou que a ação jurídica se complementa à proposta de cunho político que será apresentada nesta quarta-feira (27) pelos movimentos de rua requerendo o impeachment da petista. Sampaio lembrou ainda que ambas tem um propósito comum: afastar Dilma do Palácio do Planalto. “São duas alternativas: temos o caminho do impeachment, que é de natureza politica, e a representação ao procurador-geral da República, de natureza jurídica. São medidas que se complementam. Da mesma forma que estamos aqui representando contra Dilma por conta dos crimes que cometeu, amanhã estaremos acompanhando os movimentos de rua que protocolarão o pedido de impeachment”, disse Sampaio.

MP que limita acesso ao seguro-desemprego é aprovada pelo Senado

Quarta | 27.05.2015 | 10h02
Autor: Wilma Santana I Brumado Urgente


(Foto: Reprodução)

A medida provisória 665 que torna mais rigoroso o acesso a benefícios trabalhistas como o seguro-desemprego e o abono salarial foi aprovada pelo Senado nesta terça-feira (26) por 39 votos favoráveis e 32 contrários. Como já havia sido aprovada pela Câmara e não sofreu alterações no Senado, a matéria segue para sanção presidencial. A medida causou fortes polêmicas pelo impacto que terá sobre os trabalhadores em um cenário de retração da economia e de aumento do desemprego. Uma das remodelações propostas pelo governo, que foi criticada por todos os sindicatos, estabelece que o trabalhador que perder seu emprego pela primeira vez somente receberá o seguro-desemprego se já tiver cumprido pelo menos 12 meses de contrato e não seis, que era o prazo mínimo até agora. Além disso, para ter acesso ao seguro-desemprego, os trabalhadores terão a obrigação de fazer cursos de aperfeiçoamento profissional enquanto estejam fora do mercado de trabalho. Essas propostas foram rechaçadas pela oposição e até por alguns senadores do PT, mas mesmo assim a base governista conseguiu impor sua maioria.

Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 6,5 milhões hoje (27)

Quarta | 27.05.2015 | 09h40
Autor: Wilma Santana I Brumado Urgente


(Foto: Ilustração)

O concurso 1.708 da Mega-Sena que será realizado nesta quarta-feira (27) promete pagar o prêmio de R$ 6,5 milhões ao apostador que acertar as seis dezenas sorteadas. O sorteio ocorrerá por volta das 20h25 (horário de Brasília). No último sábado (23), ninguém acertou todos os números da loteria. Os números sorteados foram: 07 — 16 — 20 — 27 — 36 — 52. Sessenta e cinco apostas fizeram cinco números e faturaram R$ 26,8 mil cada. Outras 4.048 pessoas fizeram a quadra e levaram R$ 614,70 cada. Desde o último domingo (24), as apostas da Mega-Sena custam R$ 3,50 e podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília) de quarta-feira em qualquer uma das mais de 13 mil casas lotéricas do País.

Brumado: Servidores do Juizado Especial com os braços cruzados nesta quarta-feira (27)

Quarta | 27.05.2015 | 09h15
Autor: Daniel Simurro I Brumado Urgente


Os servidores do Tribunal Especial de Brumado ficarão com os braços cruzados nesta quarta-feira (27) (Foto: Brumado Urgente)

A queda de braços entre a presidência do TJ-BA e os serventuários da Justiça entra nas “últimas voltas do ponteiro”, já que, em todo o estado da Bahia, o alerta de greve da categoria está cada vez mais forte e a deflagração de um movimento paredista é iminente. Em Brumado um dos sinais mais evidentes desta situação ficou claro nesta quarta-feira (27), onde os cerca de 20 servidores do Tribunal Especial Civil e Criminal cruzaram os braços, atendendo assim uma solicitação do sindicato da categoria que decidiu fazer uma paralisação a cada 15 dias, então, diante disso, o referido tribunal funcionará, até que o impasse seja definido, quarta sim, quarta não. As principais reivindicação são a correção salarial pela inflação, o pagamento de abonos que foram, inclusive, transitados e julgados no STJ, mas que, até o momento não foram cumpridos pelo TJ-BA, comprovando, segundo os servidores, uma grande incongruência jurídica. Um dos servidores, um pouco mais acalorado declarou ao Brumado Urgente que “infelizmente a presidência do TJ está mostrando que está usando dois pesos e duas medidas, já que para os servidores nada e para os juízes tudo, pois isso ficou claro na aprovação do auxílio moradia de R$ 4 mil reais para todos os juízes das comarcas baianas, que segundo o próprio presidente ganham apenas um salário de R$ 20 mil, enquanto isso, os servidores ficam literalmente a ver navios”. Segundo o movimento, caso não haja uma solução na mesa de negociações entre o Sinpojud e o TJ-BA, a greve será inevitável. 

Bahia: Agentes penitenciários iniciam greve por tempo indeterminado

Quarta | 27.05.2015 | 08h48
Autor: Wilma Santana I Bahia Urgente


(Foto: Reprodução)

Depois de diversas tentativas de negociações, os agentes penitenciários da Bahia amanheceram de braços cruzados. A greve iniciada na manhã desta quarta-feira (27) não está reivindicando a falta de reajuste salarial, mas o principal interesse consiste no déficit de mão de obra.  Entre a pauta de reivindicações da categoria está a efetivação do concurso público, celeridade na criação da lei orgânica, aposentadoria especial, porte de armas, escolta e custódia, rediscussão da gratificação por condições especiais de trabalho (CET), auxílio alimentação, convênio de cooperação técnica entre Seap e Uneb, capacitação continuada, horas excedentes, verba própria e suficiente para cada unidade prisional, adicional de insalubridade, auxílio fardamento, pagamento de horas extras e aparelhamento das unidades. De acordo com o sindicato que representa a categoria, a paralisação das atividades foi decidida no dia 13 deste mês, durante assembleia e votação unânime. Por conta da greve, representantes do movimento estão concentrados em frente ao Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador, desde o início da manhã. 

A importância da hidratação durante a prática de exercícios físicos

Quarta | 27.05.2015 | 08h19
Autor: Vitor Cotrim


Foto: Laércio de Morais I Bahia Urgente

A hidratação é importante para o equilíbrio do organismo, pois o nosso corpo é composto por 75% de liquido, e com o aumento da temperatura corporal causado pela prática de exercícios perdemos água e sais minerais, aumentando assim a viscosidade do sangue, forçando o coração a trabalhar mais, dificultando a manutenção da freqüência cardíaca e a contração muscular, e a diminuição dos fluidos corporais. A reposição com líquidos e sais minerais durante o exercício é importante para a regulação térmica corporal, e manutenção óssea.

Procure sempre um profissional de Educação Física para a prática segura de exercícios físicos.

Em um mês, Codesal interdita mais de 1,1 mil imóveis em Salvador

Quarta | 27.05.2015 | 08h00
Autor: Bahia Notícias


Foto: Divulgação


A Defesa Civil de Salvador (Codesal) condenou 1.173 imóveis na capital apenas entre 25 de abril e 25 de maio, divulgou o órgão nesta terça-feira (26). Do total, segundo a Secretaria Municipal de Urbanismo (Sucom), apenas 48 foram demolidos. No mesmo período, 2.505 famílias vítimas das fortes chuvas que atingiram o município foram cadastradas pela prefeitura para receber benefícios como auxílio emergência e aluguel social. O período chuvoso em Salvador já causou 21 mortes e fez com que a Codesal registrasse mais de 5 mil ocorrências apenas em maio. Casarões tombados pelo Patrimônio Histórico tiveram que ser demolidos na Ladeira da Montanha, no bairro do Comércio, e em Pernambués três prédios foram interditados e deixaram 44 famílias desabrigadas.
 

Câmara dos Deputados deve começar a votar reforma política nesta terça

Terça | 26.05.2015 | 20h00
Autor: G1


Foto Reprodução

O texto da reforma política está previsto para ser votado nesta terça-feira (26) na Câmara dos Deputados. A proposta vai diretamente ao plenário, depois que líderes partidários decidiram nesta segunda (25) não votar o texto na comissão especial que analisou o tema na Casa.

Segundo o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), a decisão de votar a matéria diretamente no plenário reflete um "sentimento da maioria dos líderes". Nesta segunda (25), ele afirmou que o relatório que seria votado na comissão especial, do deputado Marcelo Castro (PMDB-PI), estava "em dissonância" com a vontade da maioria dos parlamentares, o que, segundo ele, dificultava "regimentalmente" a aprovação do projeto.

O próprio Cunha já havia criticado o relatório de Castro em outras ocasiões. Ele chegou a dizer que “preferível” que o texto não fosse votado do jeito que estava.

A votação feita diretamente no plenário é uma maneira de facilitar modificações no texto. Caso o relatório de Castro fosse aprovado, os deputados teriam que rejeitar o texto do relator e aprovar as mudanças desejadas por meio de destaques (propostas de alteração). Com o projeto sendo apreciado direto no plenário, os parlamentares poderão votar a proposta ponto a ponto, sem a necessidade de votar um texto-base.

De acordo com o blog da Cristiana Lôbo, a falta de consenso fará que a proposta de reforma poítica seja menos abrangente e mude um ponto com relação à lei atual. O sistema de voto proporcional que existe hoje, com permissão para coligações nas eleições proporcionais (para deputados), deve abrir lugar para o chamado "distritão", um modelo lançado pelo vice-presidente Michel Temer e que tem a preferência de Cunha.

O relatório de Castro previa o distritão. Previa também financiamento misto (tanto público quanto privado) de campanhas, mas com teto para doações, e mandatos de cinco anos para o executivo, sem reeleição.

Com a ida do texto diretamente para o plenário, a Câmara decidiu que o novo relator da matéria será  Rodrigo Maia (DEM-RJ), que foi o presidente da comissão da qual Castro foi o relator.

Segundo a Agência Câmara, os líderes decidiram em reunião ontem iniciar a votação pela escolha do sistema eleitoral. Veja a ordem dos temas acordada pelos deputados:

- Sistema eleitoral (sistema de voto em lista; distrital misto; "distritão";  ou distritão misto;
- Financiamento de campanhas (público; privado restrito a pessoa física; ou privado extensivo a pessoa jurídica);
- Proibição ou não da reeleição;
- Duração dos mandatos de cargos eletivos;
- Coincidência de mandatos;
- Cota para as mulheres;
- Fim das coligações;
- Cláusula de barreira;
- Dia da posse para presidente da República;
- Voto obrigatório.

'Decisão esdrúxula'
Pouco antes dos líderes oficializarem que o projeto seria votado diretamente no plenário, Castro disse ao G1 que a decisão é "esdrúxula" e "desrespeitosa". Ele disse ainda que nunca viu na história da Casa "uma comissão ser impedida de votar seu relatório".

O novo relator, Maia, respondeu às criticas de Castro e disse que se sente "confortável" de assumir a relatoria do projeto. Para Maia, "ninguém foi feito de bobo". Ele disse que prevaleceu a vontade da maioria dos líderes de votar a reforma política diretamente em plenário.

"Ninguém foi feito de bobo. Ele [Castro]  está sabendo há muito tempo a vontade do presidente da Câmara e do líder do partido dele, e o processo esticou até o limite de se tentar construir um texto que tivesse apoio. E, quando hoje no almoço, todos os partidos presentes e alguns que foram contactados por telefone entenderam que era melhor ir direto para o plenário, não era uma questão pessoal de A, de B ou de C, era a vontade de todos aqueles que representam os 513 deputados, inclusive o partido dele", afirmou Maia.

O novo relator disse ainda que apenas o líder do PSOL, Chico Alencar (RJ), o vice-líder do PT, Henrique Fontana (RS), e a líder do PC do B, Jandira Feghali (RJ) não apoiaram a decisão.

'Comissão esfaqueada'
O líder do Psol, Chico Alencar (Psol), que participa da comissão da reforma política, afirmou por meio de nota que a decisão de votar o relatório diretamente no plenário é uma "ofensa ao rito parlamentar". A nota diz ainda que a comissão foi "esfaqueada".

"Trata-se de uma ofensa ao rito parlamentar e um absoluto desrespeito aos seus integrantes. Mais uma vez a vontade imperial do presidente Eduardo Cunha, seguida servilmente por aliados, sobrepõe-se aos procedimentos democráticos costumeiros", diz Alencar no texto.

Ele também afirmou que o Psol não foi consultado sobre levar o relatório diretamente ao plenário.

"Na Comissão, “explicam” que a extinção da Comissão foi “decisão dos líderes”. O do PSOL seguramente não foi consultado e não compactuaria com este golpe."

O deputado Henrique Fontana, membro da comissão especial da reforma política, usou o plenário da Câmara para criticar Cunha. Segundo Fontana, o presidente age de forma "ditatorial" ao "impedir" que o colegiado vote o relatório de Castro.

"O Presidente da Casa, o deputado Eduardo Cunha, que, de uma forma um tanto quanto ditatorial, declara em entrevistas que a comissão não deve votar essa matéria e que seu objetivo é trazer o relatório da reforma política para votação diretamente no plenário. [...] Ele [Cunha] é o presidente, mas o presidente não é o imperador. Ele não pode cancelar, a seu bel prazer, reuniões, terminar com comissões", afirmou.

Questionado sobre as críticas de Fontana, Cunha afirmou que a decisão de levar a votação direto ao plenário não será dele, mas sim, dos líderes partidários e que "ditatorial" seria submeter os deputados a um único modelo de votação.

"O Henrique Fontana é uma das pessoas que sempre atrapalharam a reforma política. A decisão não é minha, é dos líderes. Eu não faço parte da comissão e não voto na comissão. Se os líderes partidários não querem votar, então ele tá chamando todos os líderes de ditatoriais", afirmou.

Garoto de 14 anos cria aplicativo e fatura cerca de R$ 100 mil por mês

Terça | 26.05.2015 | 18h00
Autor: Jornal da Globo


Foto Reprodução

Tem gente que começa a ganhar dinheiro bem antes de entrar na universidade. É o caso do David, de 14 anos, que inventou um aplicativo para vender material escolar na internet.

Sair com os amigos, estudar. É assim a rotina de muitas crianças e adolescentes brasileiros.

O David faz tudo isso. Divide o tempo entre o lazer e os estudos. A diferença é que esse adolescente de 14 anos também trabalha, e muito. É um empreendedor precoce e a criação dele fatura R$ 100 mil por mês.

É um aplicativo que agiliza a compra de material escolar, sem precisar ir à livraria. Basta preencher os campos com o nome do colégio e a série do aluno, que todos os itens aparecem assinalados.

"É muito simples: é uma lógica invertida de e-commerce. Onde as pessoas entram lá, já vai estar tudo selecionado, por isso a lógica invertida, então o que já tem, ela apenas desseleciona", diz David Braga, empreendedor mirim.

A compra leva menos de cinco minutos. A startup tem quase 3 mil clientes cadastrados só em Alagoas.

“Ele assim fez uma coisa muito bem feita com opção de escolha de capa de caderno, de tipo de borracha, então achei bem interessante e que vale muito a pena”, conta a empresária Carla Simões.

O dinheiro é rigorosamente controlado pelos pais e a renda é quase toda revertida para investimentos futuros.

"O plano é todo para reinvestir no próprio negócio dele e no material de trabalho dele que ele investe", diz a empresária Cristiana Peixoto Braga, mãe de David.

Um especialista do Sebrae dá dicas de como os pais devem agir quando percebem a vocação dos filhos para o empreendedorismo.

"Transformar essa ideia de negócio em um modelo de negócio e em um plano de negócio, com orientação técnica e empresarial, mas mais uma vez investindo nas relações humanas dentro da família. Explorar a ideia de negócio e não a criança como um negócio", afirma Marcos Alencar, especialista em empreendedorismo.

"Eu brinco, eu bagunço, eu paquero, namoro, faço de tudo que um adolescente, uma criança normal faz. E ainda dá tempo para empreender. Você vai falhar várias vezes. Mas não desista, você consegue", orienta o empreendedor mirim David Braga.

Política Conquistense: Em Salvador, taxistas buscam gás natural para Conquista

Terça | 26.05.2015 | 16h03
Autor: Blog do Anderson


Foto Reprodução

A era do gás natural poderá chegar a Vitória da Conquista. O assunto foi pauta de uma reunião em Salvador, na tarde desta segunda-feira (25). Um programa-piloto envolvendo a Companhia de Gás da Bahia (Bahiagás), o Sindicato dos Taxistas e as Cooperativas de Taxi busca criar alternativa para que, ainda em neste ano, 365 taxistas passem a usar o gás natural como combustível, com todo o suporte técnico e até financeiro, através da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia). De acordo com o deputado estadual Jean Fabrício Falcão (PCdoB), o programa permitirá que se criem as condições necessárias para a chegada do gasoduto na Capital do Sudoeste Baiano.

“Neste primeiro momento os taxistas serão os beneficiados, e tão logo estejamos preparados todos poderão usufruir do gás”, afirmou o presidente da Bahiagás, Luiz Gavazza, que ainda antecipou um subsídio que consistirá no apoio financeiro para a aquisição e instalação do kit de gás veicular nos táxis da cidade. A audiência contou com as presenças do vereador Andreson Ribeiro Alves (PCdoB); do presidente do Sindicato dos Taxistas, Nilson Pinheiro Costa; Árleudes Silva Viana e José Alberto Araújo, presidente e vice-presidente da Chame Taxi; e Valter Oliveira Freire, presidente da Rádio Taxi.

 

Filhos tentavam acalmar Angélica, diz fazendeiro que ajudou família em MS

Terça | 26.05.2015 | 14h00
Autor: G1


Foto Reprodução

O comerciante e produtor rural William Ferreira de Almeida, de 52 anos, ajudou a transportar a família de Luciano Huck e Angélica para a Santa Casa de Campo Grande (MS) no domingo (24). Ele contou ao G1 que a apresentadora chorava muito e os filhos tentaram acalmá-la durante o percurso.

“Só Angélica chorava muito, estava apavorada e com dor. As crianças tentavam acalmar ela”, disse Almeida. A família estava na aeronave que fez pouso forçado em um pasto próximo da capital. Além dos apresentadores e das três crianças, o comerciante também resgatou as duas babás.

Angélica recebeu alta na noite de segunda-feira (25), pouco depois do apresentor Luciano Huck também ser liberado pelo Hospital Albert Einstein, na Zona Sul de São Paulo. Luciano Huck sofreu "uma pequena fratura" na 11ª vértebra torácica e Angélica sofreu "um estiramento muscular na região da cervical" e apresenta uma discreta lesão na musculatura da parede abdominal e pélvica.

Almeida disse que estava passando pelo local quando voltava da fazenda que fica no município de Rochedo, distante 83 quilômetros da capital sul-mato-grossense, e viu um homem pedindo socorro. O homem era o piloto Osmar Franttini, de 52 anos.

“Parei porque vi um avião e uma pessoa pedindo socorro. Ele acenava com um pano branco”, conta o produtor rural. Ele disse que andou cerca de 400 metros depois da entrada da fazenda e parou a caminhonete próxima do local. “Parei e fui andando até o avião”, completou.

No momento em que chegou até a aeronave, ele viu que todos estavam bem. “Fiquei nervoso porque achei que tivesse alguém muito ferido. Mas todos estavam bem”, revelou.

Segundo ele, sugeriram chamar um helicóptero para fazer o resgate, mas Angélica não queria, então foram de carro.

“Ela ficava dizendo que queria ir de carro”, lembra. O piloto, Osmar Franttini, e o copiloto, José Flávio de Sousa Zanatto, ficaram no local. “Ele estava meio zonzo”, disse Almeida sobre o piloto.

Agradecimento
Almeida disse que, por volta das 23h de domingo, Luciano Huck ligou para agradecer.

“Ele me ligou à noite, aqui era onze e pouco, então era mais de meia-noite lá em São Paulo, para me agradecer pelo que fiz por ele e pela família dele”, afirmou.

Investigações
Peças do avião começaram a ser recolhidas na segunda por oficiais da Aeronáutica - um dos motores, bancos e parte fuselagem.

De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), dois investigadores do IV Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA IV), subordinado ao Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aéreos (Cenipa), e um oficial da Base Aérea de Campo Grande estiveram no local do acidente

Um engenheiro da Embraer, empresa fabricante da aeronave, também acompanhou os trabalhos. A equipe coletou amostras de combustíveis, óleo do motor e filtros. Os especialistas também fizeram fotos de detalhes da aeronave, entrevistas com testemunhas e levantamento de evidências.

Piloto e copiloto explicam pouso
Segundo o copiloto do avião, José Flávio de Sousa Zanatto, foram 5 minutos de tensãoaté o fim do pouso forçado. Ele disse que primeiro sinal de que algo estava fora do normal foi quando o painel mostrou acesa a luz de advertência do filtro da bomba de combustível.

O piloto Osmar Frattini, de 52 anos, deu detalhes sobre a manobra que precisou fazer para controlar o avião e fazer o pouso forçado. Faltando apenas 10 dos 25 minutos calculados para completar o trajeto de Miranda (MS) a Campo Grande, ele conta que um alarme de emergência apontou uma falha.

Professores de instituições federais de ensino entram em greve na quinta-feira

Terça | 26.05.2015 | 12h00
Autor: iBahia


Foto Reprodução


Os docentes nas instituições federais de ensino superior do país entram em greve a partir de quinta-feira (28), por tempo indeterminado. Segundo o presidente do Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior, Paulo Rizzo, a crise das universidades está mais profunda. As negociações com o Ministério da Educação (MEC) não tiveram solução e a greve foi a saída para pressionar o governo a ampliar os investimentos na educação. A diretoria do sindicato reuniu-se com representantes do MEC na última sexta-feira (22), mas não houve acordos entre as partes.

“A reunião foi muito ruim, porque o acordo de organização de carreira que tínhamos firmado com o então secretário de Ensino Superior [Paulo Speller] foi suspensa com a justificativa de falta de autonomia para firmar tal acordo”, disse o presidente. “Eles [representantes do MEC] disseram que não há nada para negociar conosco.” A pauta do setor das instituições federais de ensino superior está dividida em cinco eixos: a defesa do caráter público da educação, as condições de trabalho, a garantia de autonomia, a reestruturação da carreira e a valorização salarial dos professores ativos e aposentados. Rizzo disse que as negociações do momento referem-se ao que vai entrar no Projeto de Lei Orçamentária de 2016, com previsão de fechamento no mês de agosto.

Com o anúncio do corte de R$ 9,43 bilhões no Orçamento do ministério em 2015, o presidente do sindicato acredita que as atividades acadêmicas podem ser comprometidas. “Há prédios que não foram construídos, laboratórios que não estão prontos e que se forem suspensos os concursos públicos, vai faltar professor para as universidades”. Com o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), que busca ampliar o acesso e a permanência na educação superior, os investimentos aumentaram e, com ele, a demanda por professores em todas as universidades. De acordo com Rizzo, a greve começa no dia 28 para os locais que aprovaram a paralisação e no decorrer da semana ocorrerão as adesões das outras instituições de ensino. “Há muitas universidades que esperam as maiores entrarem primeiro em greve para então aderir”.

Professor da Ufba é denunciado por alunas

Terça | 26.05.2015 | 11h40
Autor: Wilma Santana I Brumado Urgente


(Foto: Reprodução)

O professor do Instituto de Física da Universidade Federal da Bahia (UFBA), Luiz Santiago de Assis, foi denunciado pelas alunas dos cursos de Física e Engenharia. O professor foi acusado de fazer piadas de conotação sexual e provocar o constrangimento moral das estudantes mulheres durante as aulas das suas disciplinas. Segundo depoimentos das alunas, o professor usava frases como “mulher ou é bonita ou é inteligente”, atribuindo a beleza feminina à falta de capacidade intelectual. Ele criticava  as alunas que usavam bermudas por acreditar que isso seria uma provocação aos homens, e elogiava o corpo das moças se referindo de forma pejorativa às mulheres. As alunas classificam ainda o comportamento do professor como misógino, homofóbico e machista. As alunas decidiram entrar com um processo administrativo contra o docente, ao perceberem que este não seria um comportamento isolado, mas já vinha sendo praticado há algum tempo com outras turmas, passadas e atuais. O documento foi entregue na ouvidoria da Ufba.

Insegurança: Bandidos cada vez mais armados e a população cada vez mais desprotegida

Terça | 26.05.2015 | 11h18
Autor: Daniel Simurro I Brumado Urgente


(Fotocomposição: Brumado Urgente)

A situação da “Insegurança Pública” parece estar chegando muito próximo da região dos “calabouços do terror”, já que as esperanças de melhora parecem cada vez mais distantes. Ao contrário das afirmações de que a mídia vem sendo apelativa e sensacionalista neste dilema social, a situação vem piorando paulatinamente e um dos pontos nevrálgicos nessa “película aterrorizante” acaba transitando pela questão do Desarmamento, que é uma das grandes polêmicas nacionais, tendo, inclusive, o esteio da própria população que, através de um plebiscito popular votou a favor. Mas, passados alguns anos a leitura da sociedade brasileira vem mudando, assim como de alguns políticos que buscam trazer a questão à baila novamente, pois, segundo estudos, inclusive de entidades renomadas internacionalmente como a Universidade de Harward, vem mostrando que o desarmamento da população acaba favorecendo sobremodo a ação dos bandidos. Em meio a esse impasse que fazendo a sociedade brasileira se “esgoelar”, os bandidos se sentem cada vez mais a vontade para agir. Brumado, uma cidade de cerca de 70 mil habitantes é um exemplo claro disso, onde vêm sendo cada vez mais patente a ação de bandidos bem armados, os quais, diante de uma população fragilizada e uma cidade que conta com um baixo efetivo policial, se mostram muito mais violentos do que antes, inclusive dispostos a matar as suas vítimas, caso seus pedidos não sejam atendidos. Então a polêmica do Desarmamento deve ter novos desdobramentos, já que sem a devida e esperada estrutura na Segurança Pública, a população tem que se defender de alguma forma, sendo que para alguns, a única saída, seria se defender com as próprias mãos. É claro que a questão é muito complexa e envolve uma gama enorme de fatores, mas, uma coisa é certa, ficar como está não tem mais condições.